jerseys wholesale  O que é Cadri, qual sua utilidade e como tirar esse certificado – Blog da Echo Water
Blog da Echo Water

O que é Cadri, qual sua utilidade e como tirar esse certificado

Em função da diversidade de produção de resíduos no meio ambiente, a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB) estabelece alguns instrumentos específicos para o tratamento adequado dos resíduos urbanos, resíduos de serviços de saúde e resíduos sólidos industriais.

Um desses instrumentos de controle é o CADRI: Certificado de Aprovação para Destinação de Resíduos Industriais. Esta ferramenta garante que o resíduo está sendo transportado para um local adequado de armazenamento, tratamento ou destinação final, com a licença e autorização da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB). Trata-se de um instrumento de fiscalização exclusivo do estado de São Paulo.

A correta destinação dos resíduos sólidos depende da separação dos vários tipos de resíduos. Como existem metodologias específicas para a destinação de cada resíduo, o CADRI tem a função de executar o gerenciamento dos resíduos de forma adequada. Com esse documento, é possível minimizar os impactos ao meio ambiente e à saúde pública.

Quais são os resíduos de interesse ambiental que necessitam do CADRI?

Os tipos de resíduos que exigem o CADRI estão divididos em duas classes:

  • Resíduos Classe I – Perigosos: apresentam risco à saúde pública ou ao meio ambiente. Podem ser classificados como resíduos inflamáveis, corrosivos, tóxicos, patogênicos e com alto grau de reatividade. Nesta categoria estão: resíduos de óleo lubrificante, resíduos de solventes, couro curtido ao cromo, resíduos de laboratório provenientes de produtos químicos, embalagens vazias contaminadas, restos de tintas e pigmentos.
  • Resíduos Classe II A – Não Inertes: possuem propriedades como: biodegradabilidade, combustibilidade ou solubilidade em água. Nesta categoria se enquadram os seguintes resíduos: sólido domiciliar, fibra de vidro, resíduos orgânicos, lodo do sistema de tratamento de água, embalagens vazias, aparas de espumas, entre outros.

 

Seguem alguns exemplos de Resíduos de Interesse Ambiental:

  • Resíduos industriais perigosos (classe I, segundo a Norma NBR 10004, da ABNT).
  • Resíduo sólido domiciliar coletado pelo serviço público, enviado a aterro privado ou para outros municípios.
  • Lodo de sistema de tratamento de efluentes líquidos industriais ou de sanitários gerados em fontes de poluição.
  • EPI contaminado e embalagens contendo PCB.
  • Resíduos de curtume não caracterizados como Classe I, pela NBR 10004.
  • Resíduos de indústria de fundição não caracterizados como Classe I.
  • Resíduos de portos e aeroportos, exceto os resíduos com características de resíduos domiciliares e os controlados pelo Departamento da Polícia Federal.
  • Resíduos de Serviços de Saúde, dos Grupos A, B e E, conforme a Resolução CONAMA 358, de 29 de abril de 2005.
  • Efluentes líquidos gerados em fontes de poluição definidos no artigo 57 do Regulamento da Lei Estadual 997/76, aprovado pelo Decreto Estadual 8.468/76 e suas alterações. Exceto os efluentes encaminhados por rede.
  • Lodos de sistema de tratamento de água.
  • Resíduos de agrotóxicos e suas embalagens se considerados perigosos após utilização

 

Como obter o CADRI e quais são os documentos necessários?

Para a aquisição do CADRI, instrumento que aprova o encaminhamento de resíduos de interesse a locais de reprocessamento, armazenamento, tratamento ou disposição final, licenciados ou autorizados pela CETESB, são necessários os seguintes documentos:

Documentação Necessária

  1. Solicitação de Impressa (SD), devidamente preenchida e assinada pelo proprietário ou responsável legal.
  1. Comprovante de Pagamento do Preço de Análise, devidamente recolhido, ou, se isento, comprovação da condição de isenção de acordo com a legislação vigente.
  1. Procuração: quando for o caso de terceiros representando o Interessado/Empreendimento. Deve ser assinada pelo Proprietário ou por um Responsável Legal. Não necessita de reconhecimento de firma.
  1. Carta de Anuência da entidade de destinação dos resíduos.
  1. Documentação complementar a ser entregue em casos de Microempresa (ME), Empresa de Pequeno Porte (EPP) ou Microempreendedor Individual (MEI).
  1. Quando se tratar de encaminhamento a outro Estado, apresentar também a Licença e autorização específica do órgão ambiental do Estado de destino.
  1. Quando se tratar de CADRI Coletivo, apresentar autorização dos proprietários/geradores, com a informação de que a responsabilidade da destinação final do resíduo é do coletor/transportador ou do solicitante, não eximindo os geradores de responsabilidades e com a informação da quantidade anual aproximada de cada resíduo.

Observação: A CETESB pode exigir complementação de informações a qualquer momento durante a análise do processo.

Confira os valores para a emissão do CADRI 

  • Preço: 70 UFESP
  • Preço para microempresa ou empresa de pequeno porte: 7 UFESP
  • Definição do Preço: Artigo 74 do Regulamento da Lei nº 997/76 aprovado pelo Decreto nº 8.468/76 e suas alterações.

 

Coleta e armazenamento dos resíduos industriais

O correto acondicionamento do lixo industrial é fundamental na gestão de resíduos. Pelo tipo de resíduo é importante criar um plano de armazenamento que utilize o menor número de equipamentos possível. Para que o processo de acondicionamento seja eficiente, é necessário levar em conta os processos envolvidos e a segurança.

O armazenamento correto dos resíduos deve fazer parte da política de segurança do trabalho da empresa, pois o acondicionamento incorreto gera enormes riscos de acidentes e contaminação dos funcionários que tenham contato com resíduos sólidos e líquidos.

Como transportar os resíduos de forma correta

Um dos principais desafios da gestão de resíduos é o transporte. Muitos rejeitos são perigosos, com altas concentrações de poluentes e representam riscos à saúde das pessoas e ao meio ambiente. Além disso, leis determinam responsabilidades e preveem penalidades para quem negligencia seu cumprimento.

 

Desta forma, o transporte de resíduos precisa seguir algumas regras para que o material chegue às estações de tratamento de forma segura.

Atenção para as regulamentações legais

Cada Estado tem normas próprias para transporte de resíduos. No caso de São Paulo, desde 1976, está em vigor o decreto 8.468/1976, que determina alguns parâmetros para a liberação de efluentes tratados nos rios ou nas redes de esgoto. Esse decreto estabelece limites, como o máximo de poluentes permitidos no efluente.

 Ainda em São Paulo, a Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (CETESB) exige o acondicionamento e armazenamento adequados dos materiais de acordo com as normas da ABNT 13221 – Transporte Terrestre de Resíduos. Além disso, promove a expedição do Certificado de Movimentação de Resíduos de Interesse Ambiental – CADRI.

 Alguns resíduos precisam de licenças específicas dos órgãos ambientais estaduais como o Ibama e Inmetro, entre outros.

Quais são os equipamentos adequados para o transporte de resíduos

De acordo com a determinação da Norma ABNT 13221, o transporte de resíduos deve ser realizado por equipamentos adequados, previstos pela ABNT. Estes veículos devem ter as seguintes características:

 

  • Estado de conservação que impeça o vazamento ou o derramamento do resíduo durante o transporte.
  • Oferecer proteção contra intempéries, assim como o devido acondicionamento para evitar seu espalhamento na via pública.
  • Atender à legislação ambiental específica (federal, estadual ou municipal) e portar o documento de controle ambiental previsto pelo órgão competente, que deve informar o tipo de acondicionamento dos materiais carregados.
  • Não é permitido transportar os resíduos junto com alimentos, medicamentos ou produtos que se destinam ao consumo ou uso humano ou animal.
  • Os caminhões devem ser equipados com compressor de anel líquido, para fazer a coleta em locais de difícil acesso, independente da distância ou profundidade.

Qual a destinação correta dos resíduos industriais?

A legislação ambiental exige que todo o resíduo coletado tenha a destinação final correta de acordo com sua classificação. Empresas cadastradas e devidamente licenciadas como a Echo Water podem dar a destinação final que o tipo de resíduo exige. É o caso de entulhos que vão para aterros sanitários e a destinação de resíduos contaminados como graxa e óleo corrosivo para locais adequados.

A importância de contratar uma empresa licenciada como a Echo Water, certificada pelo CADRI, para coletar, armazenar e transportar resíduo industriais, é uma forma de trazer tranquilidade para o seu negócio. Além de estar em dia com os órgãos fiscalizadores, sua empresa irá contribuir para a manutenção do meio ambiente, evitando a contaminação de rios e do solo com o descarte ilegal.

Echowater

Echowater

Buscamos soluções contínuas para melhorar a utilização e qualidade da água, desenvolvendo para nossos clientes projetos modernos, econômicos e ambientalmente corretos, oferecendo também estratégias que busquem minimizar problemas relacionados a disponibilidade hídrica e ao lançamento de efluentes.

Adicionar comentário

Bobby Okereke Womens Jersey